top of page

Astronomia e Astrofísica

Editorial

Astronomia e Astrofísica

Esta edição aborda pesquisas na mais ampla das áreas, o universo. Muito tem sido descoberto mas há ainda muito a conhecer e os novos observatórios ajudarão a desvendar mistérios que desafiam a compreensão atual sobre a origem, a formação e o destino do universo

Sobre

Nesta edição entrevistamos os professores e pesquisadores Beatriz Barbuy, Elisabete de Gouveia Dal Pino, Laerte Sodré Jr., Ricardo Ogando e Danilo Albergaria

Caros leitores,

Esta edição da Revista FCW Cultura Científica tem como tema “Astronomia e Astrofísica”, disciplinas que buscam investigar a mais ampla de todas as áreas, o universo. Elas estudam algo que tem instigado e fascinado a humanidade desde as primeiras civilizações: os corpos celestes e fenômenos além da atmosfera da Terra. Há milhares de anos, os humanos olham para a vastidão do céu noturno perguntando o que são todas aquelas luzes e questionando o nosso lugar no cosmos. 


Hoje, sabemos muito mais do que há milhares, centenas ou mesmo há dezenas de anos. Graças a cientistas como Galileu, Copérnico, Newton, Einstein, Hubble e muitos outros, sabemos que a Terra se move e não é o centro do universo, que o Sol é apenas uma entre trilhões e trilhões de estrelas, que a gravidade é uma curvatura no espaço-tempo causada pela presença de massa e energia e que ainda por cima o universo está em expansão, aumentando a cada instante. 


Mas ainda há muito que desconhecemos. Não sabemos o que é a energia escura, que constitui cerca de 68% do universo e acelera a sua expansão. Não sabemos também o que forma a matéria escura, responsável por cerca de 27% do universo e que exerce uma influência gravitacional invisível, moldando a estrutura do cosmos. Entender esses dois fenômenos é fundamental para decifrar os mecanismos que governam a evolução e o destino do universo.


Apesar dos avanços tecnológicos e das incríveis descobertas realizadas especialmente nos últimos 100 anos, questões fundamentais sobre a origem do universo e a formação das primeiras galáxias permanecem sem resposta. Pouco sabemos também sobre os buracos-negros ou sobre a existência de vida além da Terra. Com bilhões de planetas potencialmente habitáveis apenas em uma galáxia, a Via Láctea, a possibilidade de encontrar vida extraterrestre é uma perspectiva que instiga a imaginação e desafia noções sobre a existência e diversidade da vida no universo. 


Estamos em um momento empolgante na história da astronomia, com novas fronteiras sendo desbravadas e segredos cósmicos cada vez mais próximos de serem revelados. Recentemente, o telescópio espacial James Webb começou a produzir suas primeiras imagens, que permitiram identificar dióxido de carbono (CO2) nos oceanos de Europa, uma das luas de Júpiter, e CO2 e metano no planeta K2-18 b, gases comuns na Terra. O James Webb também surpreendeu os cientistas ao registrar uma galáxia massiva que teria se formado há apenas 500 milhões de anos após o Big Bang, muito antes do que era o senso comum até então sobre a formação de galáxias.  

 

Em alguns anos, uma nova geração de telescópios entrará em funcionamento, ampliando enormemente a capacidade dos cientistas em estudar o universo. Nesta edição, alguns dos mais importantes desses novos instrumentos são comentados por pesquisadores que trabalham em seus projetos de desenvolvimento. Beatriz Barbuy fala sobre o Extremely Large Telescope (ELT), Laerte Sodré Jr. sobre o Giant Magellan Telescope (GMT) e Elisabete de Gouveia Dal Pino explica como será o Cherenkov Telescope Array (CTA). Essas obras de arte tecnológicas prometem revolucionar nossa compreensão do universo, permitindo observações detalhadas e precisas das regiões mais remotas e inacessíveis atualmente.


Barbuy, Sodré e Dal Pino, ao lado de Ricardo Ogando e Danilo Albergaria, abordam várias das mais importantes questões da astronomia e da astrofísica, tais como: a origem do universo; a formação e a composição química de galáxias e estrelas; buracos negros; supernovas e quasares; raios gama, neutrinos e ondas gravitacionais; energia escura e matéria escura; levantamentos e mapeamentos do céu sobre a Terra; a evolução das teorias científicas; novas tecnologias de fabricação de instrumentos, computação e inteligência artificial; e a participação brasileira nos grandes projetos e no desenvolvimento mundial da astronomia e da astrofísica. 


São muitos temas, assuntos, novidades e curiosidades em uma jornada fascinante pelo cosmos. Explore conosco os avanços que estão impulsionando o estudo do universo para novos patamares e ajudando a esclarecer os mistérios que continuam a desafiar nossa compreensão. 


Antes, um pequeno poema: 


Cadência


Cintilante

estrela

o instante


A Cidade e os Livros, em Cantografia


Boa leitura e boas descobertas. 


Carlos Vogt Editor-chefe


 


menu1.webp

Revista FCW Cultura Científica v. 2 n.2 Maio - Julho 2024

Edições anteriores:

bottom of page