CNPq, MCTI e Marinha entregam o Prêmio Almirante Álvaro Alberto

Também foram entregues os títulos de Pesquisador Emérito. Fundação Conrado Wessel recebeu Menção Especial de Agradecimento



Na entrega do prêmio (esq. à dir.): Ministro Paulo Alvim, o Presidente do CNPq, Evaldo Vilela; o premiado Jailson Bittencourt e o Almirante-de-Esquadra, Petronio Augusto Siqueira de Aguiar, da Marinha do Brasil



O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Paulo Alvim, participou na quarta-feira (04/05/2022) da sessão solene de entrega do Prêmio Almirante Álvaro Alberto para a Ciência e Tecnologia, realizado no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.


O prêmio é uma parceria do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), em conjunto com a Marinha do Brasil, e é entregue ao pesquisador que tenha se destacado pela realização de obra científica ou tecnológica de reconhecido valor para o progresso da respectiva área de conhecimento. Na ocasião, o ministro também prestigiou a posse de Helena Nader, como a primeira mulher presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC), a posse da nova diretoria da ABC e apresentação de novos membros.


O cientista contemplado com o prêmio na 34ª edição foi Jailson Bittencourt de Andrade, professor aposentado da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e pró-reitor de Pós-graduação e Pesquisa do Centro Universitário SENAI-CIMATEC. Andrade realiza pesquisas que envolvem química inorgânica, química analítica, química ambiental e energia e combustíveis. Com a conquista do prêmio, que este ano foi direcionado a área de conhecimento de Ciências Exatas, da Terra e Engenharia, Andrade, agradeceu o recebimento da honraria e destacou o papel da ciência. “Sem a ciência, sem a tecnologia, sem a inovação e sem a educação, nós não teremos soluções”, disse.


Na ocasião, foram entregues os títulos de Pesquisador Emérito e as Menções Especiais de Agradecimentos do CNPq.


Menção Especial de Agradecimentos:

Fundação Conrado Wessel (FCW)

https://www.fcw.org.br/

A Fundação Conrado Wessel, é uma instituição fundada em 1994, concebida em testamento por Ubaldo Conrado Augusto Wessel, esquisador e empresário argentino naturalizado brasileiro conhecido por ter descoberto e patenteado uma fórmula para a revelação fotográfica. O objetivo da Fundação é auxiliar com doações entidades como centros de apoio, creches e fundações, além de fomentar a arte, a ciência e a cultura com o Prêmio Conrado Wessel. A Fundação foi importante parceira do CNPq no Prêmio Almirante Álvaro Alberto.


Ronald Cintra Shellard (in memoriam)

http://lattes.cnpq.br/9624642322598710

Importante nome da Física no Brasil, faleceu em dezembro de 2021, quando ocupava o cargo de Diretor do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), de onde era Pesquisador Titular. Fez parte da colaboração que opera o Observatório Pierre Auger, foi um dos fundadores do Southern Wide Field Gamma-Ray Observatory (SWGO), anteriormente denominado Large Array Telescope for Tracking Energetic Sources (LATTES). Além de membro titular da ABC desde 2016, Shellard também era membro da Sociedade Brasileira de Física, da SBPC, da Sociedade Americana de Física (APS, em inglês), da Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS, em inglês).

Amazon Web Services Inc. (AWS)

Plataforma de nuvem mais adotada e mais abrangente do mundo, atende clientes como as startups, grandes empresas e os maiores órgãos governamentais. Em 2019, a partir de acordo com o CNPq que resultou em chamada pública, ofereceu a pesquisadores brasileiros a oportunidade de utilizar créditos promocionais em projetos científicos em diversas áreas que utilizam serviços de computação em nuvem. A iniciativa fez parte do Programa AWS Cloud Credits for Research, conectando a AWS ao CNPq como parte do compromisso e investimento em educação e desenvolvimento tecnológico que a empresa realiza no país.

Petrogal Brasil S.A.

A Petrogal Brasil é uma joint-venture formada em 1999 pela estatal portuguesa Galp Energia, que tem como acionista a chinesa Sinopec, um dos maiores grupos energéticos mundiais. É pioneira no desenvolvimento do pré-sal através do Campo Tupi, sendo, hoje, o 3º produtor de petróleo e gás do Brasil, participando em mais de 26 projetos e uma das empresas de Oil & Gas que mais tem investido na transição energética. Parceria do CNPq em chamadas para oferecer bolsas visando à formação internacional de pesquisadores em áreas de interesse para a indústria de petróleo, gás e engenharias. Desde 2018, foram lançadas três chamadas com esse propósito.

Pesquisadores Eméritos:

Kabengele Munanga

http://lattes.cnpq.br/7127393102182978

(Grande Área - Ciências Humanas e Sociais Aplicadas - Antropologia)

Brasileiro naturalizado desde 1985, nasceu na República Democrática do Congo e foi pesquisador no Museu Real da África Central em Tervuren (Bruxelas) onde se especializou em estudo das artes africanas tradicionais. Professor na USP, de onde se aposentou como Professor Titular, atuando em áreas como Antropologia da África e da População Afro-brasileira. Na USP, ocupou cargos de Diretor do Museu de Arqueologia e Etnologia, Vice-Diretor do Museu de Arte Contemporânea, Diretor do Centro de Estudos Africanos. Recebeu a Comenda da Ordem do Mérito Cultural, Grau de Oficial da Ordem do Rio Branco, entre outras homenagens.

Ruy de Araújo Caldas

http://lattes.cnpq.br/1970667593444597

(Grande Área - Ciências Agrárias - Eng. Agronômica)

Engenheiro Agrônomo pela Universidade Rural do Estado de Minas Gerais, atual Universidade Federal de Viçosa, é Mestre em Nutrição Mineral de Plantas pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da USP e Doutor em Bioquímica Vegetal/ Cultura de Tecidos pela The Ohio State University, USA. Atuou como professor de diversas universidades brasileiras: USP, UnB, UFV, UFG e Universidade Católica de Brasília. Com longa experiência na viabilização da relação universidade-empresa para o desenvolvimento da biotecnologia nacional.Tem contribuído na formulação de políticas públicas e execução de programas estratégicos em ciência, tecnologia e inovação nos ambientes do CNPq, MCTI, CGEE e FAP-DF.

Oswaldo Luiz Alves (in memoriam)

http://lattes.cnpq.br/0291695624884565

(Grande Área - Ciências Exatas - Química)

Professor Titular da Unicamp, reconhecido como um dos pioneiros da nanotecnologia no País, faleceu em julho de 2021. Foi fundador e coordenador científico do Laboratório de Química do Estado Sólido e coordenou o Projeto de Prospecção em Nanociência e Nanotecnologia do CGEE. Pertencia a várias sociedades científicas, dentre elas a Sociedade Brasileira de Química da qual foi presidente. Foi membro do Conselho Deliberativo do CNPq, membro titular da ABC e membro do Conselho Científico do Instituto Serrapilheira. Dos prêmios e homenagens, destaque para a Comenda Nacional do Mérito Científico do Governo Brasileiro e o título de Professor Honoris Causa, Universidade Federal do Ceará.

Chang Chung Yu Dorea

http://lattes.cnpq.br/2872011997246923

(Grande Área - Ciências Exatas - Matemática)

Professora titular do Departamento de Matemática da UnB, possui graduação em Engenharia Elétrica pela USP, mestrado em Estatística e doutorado em Matemática pela University of Massachusetts Amherst e pós-doutorado pela Iowa State University (EUA). Sua atuação tem ênfase na área de Probabilidade e Estatística. Publicou mais de 60 artigos em revistas internacionais, possui obra com selo do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e escreveu vários capítulos de livros. Membro de corpo editorial de publicações como o Brazilian Journal of Probability and Statistics e o Journal of Applied Statistical Science. Recebeu o título de Professora Emérita da UnB em 2018.

Marco Antonio Zago

http://lattes.cnpq.br/3234638489546052

(Grande Área - Ciências da Saúde e Biológicas - Medicina)

Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP, instituição pela qual também concluiu o mestrado e o doutorado em Clinica Médica e da qual é Professor Titular. Atual presidente da Fapesp, foi presidente do CNPq de 2007 a 2010, reitor da USP (2014-2017), e secretário de Saúde do Estado de São Paulo (2018). Membro titular da Academia Brasileira de Ciências, atualmente, desenvolve pesquisas em bases moleculares das neoplasias e células-tronco adultas. Recebeu homenagens como a Medalha do Mérito Científico e Tecnológico, Governo do Estado de São Paulo, Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico e Prêmio Scopus de Produção Científica, Scopus e CAPES.

Norma Catarina Bueno

http://lattes.cnpq.br/9418172604810458

(Grande Área - Ciências da Saúde e Biológicas - Botânica)

Bióloga pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, é Mestre em Botânica pela Universidade Federal do Paraná e Doutora em Biologia Vegetal pela Unesp de Rio Claro. É Professora Associada da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Unioeste, desde 1997. Atua na área de taxonomia e ecologia de algas de águas doce em ambientes continentais especialista na família Characeae. Coordenou o Mestrado em Conservação e Manejo de Recursos Naturais da Unioeste e é curadora do Herbário UNOPA, cadastrado na rede de Herbários do Brasil. Publicou 77 artigos científicos e é coordenadora de 13 projetos de pesquisa com financiamento pelos órgãos de fomento (CNPq, Finep, Fundação Araucária).

Publicado pelo CNPq. Foto: CNPq.