top of page

Vencedores do Prêmio FCW entre os melhores cientistas do mundo

O Globo destaca segunda edição do ranking do Research.com, com os melhores pesquisadores de diversas áreas do conhecimento. Philip Fearnside, Cesar Victora e Iván Izquierdo estão na lista



O Globo (26/07/2023)


O Brasil tem alguns dos melhores cientistas do planeta. Quem traz os dados sobre esse feito é o site acadêmico Research.com, que divulgou recentemente a segunda edição do ranking de melhores pesquisadores de diversas áreas do conhecimento. Para calcular as posições foi utilizado o D-index (Discipline H-index), o qual considera apenas número de artigos e quantidade de citações para cada disciplina examinada.


Foram combinados dados bibliométricos de diversas fontes, incluindo o OpenAlex e o CrossRef. Com informações coletadas no ano de 2022, a lista teve nomes de pesquisadores do Brasil em destaque nas áreas científicas.


Conheça esses destaques:


Ivan Antonio Izquierdo

No Brasil, o primeiro lugar em Neurociência (417° no mundo) é de Ivan Antonio Izquierdo um médico e cientista argentino naturalizado brasileiro. O professor, que morreu em fevereiro de 2021, é um dos pesquisadores pioneiros em Memória no país. Era professor titular de Neurologia e coordenador do Centro de Memória da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Formado pela Universidade de Buenos Aires, fez pós-doutorado no Instituto de Pesquisa sobre o Cérebro da Universidade da Califórnia. Ivan fundou e dirigiu os Centros de Memória da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e da PUCRS. Foi vencedor do Prêmio FCW de Ciência em 2007.


Philip M. Fearnside

Ocupando o primeiro lugar em Ecologia e Evolução no Brasil, e o 226° no mundo, está o pesquisador Philip M. Fearnside, cientista premiado pelo Prêmio da Fundação Conrado Wessel na área de Ciência Aplicada ao Meio Ambiente e primeiro lugar no prêmio Chico Mendes pelo Ministério do Meio Ambiente. Possui graduação em Biologia pela Universidade do Colorado, mestrado em Zoologia e doutorado em Ciências Biológicas pela Universidade de Michigan.


Cesar G. Victora

O primeiro lugar da área de Medicina pelo ranking (e o 577° no mundo) é professor emérito de Epidemiologia na Universidade Federal de Pelotas, onde foi admitido em 1977 após graduar-se em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Em 1983, obteve o título de PhD em Epidemiologia da Assistência Médica pela Escola de Higiene e Medicina Tropical da Universidade de Londres. É pesquisador titular do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) desde 1978. Foi vencedor do Prêmio FCW de Medicina em 2004.


Jeremy Andrew Squire

O primeiro lugar no Brasil de Genética (e o 561° no mundo) é o professor Jeremy Squire, graduado em Ciência pela Universidade de Londres, com mestrado em Genética e doutorado em Biofísica Médica pela Universidade de Toronto. Possui pós-doutorado, realizado no Northwick Park Hospital, na cidade de Harrow, na Inglaterra. Atualmente é Professor Doutor no Departamento de Genética da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP), onde também desenvolve projeto em colaboração com os Departamentos de Patologia e Cirurgia. Seus projetos de pesquisa atuais envolvem investigação do gene PTEN no câncer de próstata e análises genômicas em glioblastoma.

Fernando Q. Cunha

Em Imunologia, o pódio pertence ao professor Fernando Q. Cunha, professor Titular de Farmacologia na Universidade de São Paulo, que conquistou o 355° no ranking mundial. Sua área de atuação se dá em Imuno-farmacologia, com ênfase em Doenças Inflamatórias. Também é coordenador do CRID - Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias (CEPID-FAPESP). Membro das e diversas academias científicas, dentre elas a Academia Mundial de Ciências (TWAS), e a Academia Brasileira de Ciência (ABC). É membro, também, das seguintes Sociedades: da Sociedade Brasileira de Farmacologia e Terapêutica Experimental (SBFTE), da Sociedade Brasileira de Imunologia (SBI), da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e da Sociedade de Biologia Leucocitária dos Estados Unidos (SLB, na sigla em inglês).

Euripedes Constantino Miguel

Na lista brasileira de Psicologia, o primeiro lugar é o professor titular Euripedes Constantino Miguel, com a 1513° posição no ranking mundial. O pesquisador é Chefe do Departamento de Psiquiatria da Universidade de São Paulo (FMUSP) e Professor Associado Adjunto do Child Study Center da Yale Medical School da Universidade de Yale. Desde o ano de 2003, é coordenador do Consórcio Brasileiro de Pesquisas do Transtornos do Espectro Obsessivo-Compulsivo (C-TOC), incluindo algumas das universidades mais importantes universidades do país.

Marcelo B. Labruna

O primeiro lugar na área de Medicina Veterinária (31° no mundo) pertence ao professor Marcelo B. Labruna. Ele também aparece como segundo lugar brasileiro de Microbiologia. Atualmente é professor titular da Universidade de São Paulo de Epidemiologia das Doenças Parasitárias, no departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal. Tem experiência com ênfase em Doenças Parasitárias de Animais, atuando principalmente nos seguintes temas: Sistemática, Biologia, Ecologia de carrapatos e Doenças transmitidas por carrapatos. O pesquisador já foi membro do conselho do Instituto Butatan no período de 2005 a 2007.


Carlos Frederico Martins Menck

O primeiro da lista brasileira na área da Biologia Molecular (1498° no mundo), é o professor Carlos Frederico Martins Menck, do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (USP), com ênfase em mecanismos de reparo de DNA. Sua pesquisa também tem como foco o uso de RNA no tratamento de tumores. O pesquisador é membro titular da Academia Brasileira de Ciências. Foi admitido na classe de comendador na Ordem Nacional do Mérito Científico no ano de 2007.

João Rocha

Nas áreas de Biologia e Bioquímica do Brasil, o pesquisador João Rocha é o mais citado de todos, no mundo a sua posição é o 828° lugar. Atualmente, é professor associado na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Possui graduação em Ciências Biológicas e doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica) pela pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Realizou seu Pós-Doutorado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Ele trabalha na área de Bioquímica, Toxicologia e Farmacologia de organocalcogênio, papel do estresse oxidativo em patologias humanas e experimentais e Educação em Ciências.


Jean Swings

Primeiro lugar em Microbiologia (98° no mundo), Jean Swings, é um professor belga visitante na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Sua formação em pós-doutorado se deu pela Universidade Católica de Leuven, na Bélgica. Tem experiência tem ênfase na taxonomia genômica dos seres procariontes.


Fotos: UFPR, FCW e ABC


bottom of page